MUSA83 – Introdução à Instrumentação

Professor: Marcos Sampaio (sampaio.marcos@ufba.br)

Plano de curso da disciplina Introdução à Instrumentação, do curso de Composição e Regência da UFBA.

Esta página é um espelho da página oficial do curso, no AVA/Moodle UFBA.

1. Ementa

Estudo do princípio construtivo dos instrumentos em geral, origem e informações históricas, bem como obtenção do conhecimento básico de naturezas técnica e musical dos instrumentos da Orquestra Sinfônica, de modo individual, e como componentes de uma família.

2. Objetivos

Ao final do curso espera-se que o estudante seja capaz de:

  1. Escrever e/ou transcrever música para os principais instrumentos da orquestra sinfônica e coro.
  2. Aproveitar-se adequadamente das características sonoras dos instrumentos da orquestra sinfônica e coro.

3. Conteúdo programático

  1. Histórico, origem e transformação dos instrumentos em geral
  2. Organologia e classificação geral dos instrumentos
  3. Características técnicas e extensão dos instrumentos de orquestra
  4. Características técnicas e extensão das distintas vozes, solistas e de coro
  5. Instrumentos infrequentes e obsoletos no ambiente sinfônico convencional
  6. Instrumentos eletrônicos
  7. Aspectos de articulação nos distintos instrumentos de orquestra
  8. Recursos e efeitos dos distintos instrumentos de orquestra
  9. Formações de câmera e sinfônica, de pequenas, médias e grandes dimensões
  10. Novas fontes sonoras no ambiente sinfônico dos séculos XIX e XX

4. Metodologia

Aula expositiva dialogal entre estudantes, professor e convidados (atividade síncrona e gravada) e discussão sobre os tópicos abordados em fórum (atividade assíncrona).

5. Ambientes virtuais utilizados

  • Moodle (AVA) UFBA
  • Google Meet Institucional

Toda a comunicação e entrega de trabalhos será realizada via Moodle (pelos fóruns, e chat do sistema), via email UFBA. Não haverá comunicação direta por email.

A concentração dessas atividades nessas ferramentas simplifica o acesso ao histórico de tarefas, mantém todas as questões sobre a disciplina no mesmo lugar, e permite auditoria, quando necessário.

6. Pré-requisitos

São pré-requisitos dessa disciplina o entendimento da estrutura e a percepção de:

  1. Intervalos
  2. Tríades
  3. Escalas maiores e menores

7. Avaliação

A avaliação nesta disciplina é realizada mediante 13 trabalhos semanais (vide detalhamento adiante).

Os trabalhos serão aceitos apenas se forem entregues:

  1. via ambiente virtual de aprendizagem (AVA/Moodle)
  2. no prazo definido na interface do ambiente virtual de aprendizagem (AVA/Moodle)

IMPORTANTE: Nenhum trabalho poderá ser entregue por email ou outra via que não o Moodle.

7.1. Nota

A nota do semestre será a média aritmética das notas dos trabalhos.

7.2. Critérios de avaliação

Os critérios gerais de avaliação são:

  • Cumprimento do objetivo da tarefa
  • Equilíbrio
  • Domínio das características dos instrumentos envolvidos
  • Capacidade de explorar recursos dos instrumentos
  • Domínio da escrita
  • Cuidados com a apresentação da partitura

As notas serão definidas de acordo com o seguinte critério:

Nota Entregue Solicitações cumpridas Aspecto de interesse especial Aspecto de algum interesse
100% X X X -
90% X X - X
80% X X - -
50% X - X -
40% X - - X
10% X - - -
0% - - - -

8. Assiduidade e pontualidade

Na modalidade remota, a frequência será verificada a partir da entrega dos trabalhos.

9. Cronograma

O conteúdo e dias das aulas do cronograma abaixo poderão ser modificados de acordo com a necessidade e eventualidade.

Aula Dia Tópico Trabalho (correção)
1 10/08 Características gerais  
2 17/08 Cordas geral Pesquisa
3 24/08 Cordas individual Transcrições individuais
4 31/08 Cordas grupo Transcrição seção
  07/09 Feriado  
5 14/09 Madeiras geral Pesquisa
6 21/09 Madeiras individual Transcrições individuais
7 28/09 Madeiras grupo Transcrição seção
8 05/10 Metais geral Pesquisa
  12/10 Feriado  
9 19/10 Metais individual Transcrições individuais
  02/11 Feriado  
10 26/10 Metais grupo Transcrição seção
11 09/11 Percussão teclados Pesquisa
12 16/11 Percussão outros Transcrição grupo de percussão
13 23/11 Voz (solo e coro) Pesquisa
14 30/11 Banda, orquestra, coro Transcrição orquestra
15 07/12 Resultados  

10. Material para Análise

Seleção de obras para análise ao longo do semestre.

O material para análise está inteiramente disponível no site do IMSLP (buscar informações a respeito no Google). Caso algum link esteja quebrado, buscar direto no IMSLP e informar o professor.

[Em construção]

  1. Bartók, Divertimento para orquestra de cordas
  2. Bartók, Quarteto de cordas n. 5 (?)
  3. Bartók, Mikrokosmos (?)
  4. Beethoven, Duo para duas flautas (WoO 26)
  5. Beethoven, Sinfonia n. 9, Mov. 4
  6. Berio, Sequenza IXa (clarinete)
  7. Debussy, Quarteto de Cordas
  8. Debussy, Syrinx
  9. Gershwin, Rapsody in Blues
  10. Gillespie, A Night in Tunisia (por Arturo Sandoval)
  11. Haydn, Trumpet Concerto in Eb
  12. Hindemith, Sonata para fagote
  13. Mahler, Sinfonia n. 3
  14. Mahler, Sinfonia n. 5
  15. Mozart, Requiem
  16. Penderecki, Capriccio para tuba solo
  17. Pierné, Solo de concert for bassoon and piano Op. 35
  18. Poulenc, Sonata para dois clarinetes
  19. Ravel, Quarteto de Cordas
  20. Rossini, Largo al factorum
  21. Schoenberg, Noite Transfigurada
  22. Shostakovich, Concerto para Violoncelo n. 1
  23. Shostakovich, Sinfonia n. 9, Op. 70
  24. Stravinsky, Sagração da Primavera
  25. F. Strauss, Nocturno Op. 7
  26. R. Strauss, Concerto para oboé
  27. Tchaikovsky, Sinfonia n. 5, mov. 2
  28. Villa-Lobos, Choros n. 2
  29. Vivaldi, Concerto n. 2, Verão (Presto)

11. Trabalhos

Estes trabalhos envolvem:

  • Pesquisa sobre uma família de instrumentos
  • Transcrição para instrumentos individuais de uma família
  • Transcrição para uma família de instrumentos

Os objetivos dos trabalhos semanais são:

  1. estimular a atividade de pesquisa, de leitura da bibliografia e a se familiarizar com os diversos instrumentos musicais antes da presença do instrumentista na aula.
  2. praticar a transcrição de melodias de forma a explorar instrumentos individuais da melhor forma possível
  3. praticar a transcrição trechos musicais de forma a explorar seções instrumentais da melhor forma possível.

11.1. Pesquisa

Para cada família de instrumentos, redigir um texto curto (até 5 linhas) apresentando as características fundamentais da família, o que há de especial e diferente em relação às demais. O ponto de partida da pesquisa é entender, para cada uma das famílias, como os instrumentos se comportam quanto a:

  1. Emissão sonora
  2. Timbre
  3. Intensidade
  4. Articulação
  5. Recursos idiomáticos
  6. Extensão
  7. Transposição

Dica: o livro do Samuel Adler é um bom ponto de partida para a pesquisa.

11.2. Transcrição individual

Transcrever uma melodia dada para cada instrumento de cada família de instrumentos. Buscar explorar os recursos do instrumento.

11.3. Transcrição para seção

Transcrever um trecho musical dado para uma família de instrumentos. Buscar explorar os recursos do instrumento.

12. Bibliografia

  1. Adler, Samuel. 1989. The Study of Orchestration. 2nd ed. Vol. 8. New York, NY: W.W. Norton and Company.
  2. Carse, Adam von Ahn. 1925. The History of Orchestration: With Sixty-Six Musical Illustrations. London: Kegan Paul, Trench, Trubner & Co.
  3. Forsyth, Cecil. 1982. Orchestration. New York: Dover. 1982.
  4. Kennan, Kent Wheeler, and Donald Grantham. 1983. The Technique of Orchestration. Englewood Cliffs, N.J: Prentice-Hall.
  5. Oliveira, Jamary, Ricardo Mazzini Bordini, e Marcos da Silva Sampaio. 2021. “A Harpa de Concerto: Estudo de Glissandi e de Configurações Dos Pedais Com Categorização de Classes de Conjuntos.” ICTUS - Periódico Do PPGMUS-UFBA // ICTUS Music Journal 15 (1): 25–48. https://doi.org/10.9771/ictus.v15i1.44991.
  6. Perone, James E. 1996. Orchestration Theory: A Bibliography. Wesport: Greenwood Press.
  7. Piston, Walter. 1969. Orchestration. London: Victor Gollancz Ltd.
  8. Stiller, Andrew. 1985. Handbook of Instrumentation. Berkeley, CA: University of California Press.
  9. Stone, Kurt. 1980. Music Notation in the Twentieth Century: A Practical Guidebook. New York, NY: W.W. Norton and Company.

Última atualização em 03/08/2021, 17:06.